Deserto do Atacama em 3 dias: como fui e quanto gastei

Fui para o Deserto do Atacama, sem muita expectativa, em janeiro de 2018. Caraca, que bom que eu fui, que lugar incrível! Enquanto eu estava lá várias pessoas se interessaram muito pelo destino e me perguntaram sobre valores, como chegar lá e sobre os passeios, como eu amo escrever, resolvi compartilhar! Espero que gostem 🙂

Primeiro é importante dizer que tem muuuuita coisa pra falar quando o papo é viagem: onde ficar, onde comer, onde comprar, quanto de dinheiro levar, câmbio do país, documentação necessária, o que conhecer…tem assunto para textos e textos. Para não ficar muito grande vou focar em algumas informações mais macros (tentar) e depois posso escrever mais textos detalhando todos esses temas.

PARA QUEM QUER CONHECER UM LUGAR LINDO, DIFERENTE E QUE CABE NO BOLSO

Muita gente já me disse que adoraria viajar e conhecer outros países, mas não faz isso porque é muito caro. Sempre digo que quem define o preço da sua viagem é você. Afinal, é você quem decide em qual hotel vai ficar, o que vai comprar, em qual restaurante vai comer, com qual antecedência vai se planejar e tudo isso influencia muito no custo total da viagem. De qualquer modo, o Atacama é um lugar relativamente barato, se comparado com viagens para a Europa ou Estados Unidos, e que vale muito a pena conhecer.

Com certeza o que manda lá é a paisagem e a aventura, então se o seu gosto for mais para cidade, prédios, monumentos, shoppings, bares badalados, provavelmente não vai ser o seu top 1 lugar para conhecer, mas eu também não sou muito de natureza e fiquei encantada com tudo o que vi lá.

COMO CHEGAR NO DESERTO

Para chegar no deserto você precisa fazer um pequeno rolê pelo interior do Chile, até San Pedro de Atacama, mas nada muito complexo. Da para aproveitar e conhecer Santiago antes ou depois (foi o que eu fiz), mas depois conto mais sobre esse assunto.

Em San Pedro de Atacama, a vilinha que beira o deserto, não tem aeroporto. Por isso o modo que eu escolhi foi pegar um avião até Santiago, depois um outro avião até Calama (cidade mais próxima com aeroporto). De lá tem transfers privados que te levam até a porta do seu hotel em San Pedro, é bem tranquilo pegar e eles aliás ficam oferecendo quando você chega no desembarque, mas também tem como você reservar pela internet antes. Fizemos essa rota pela empresa Licancabur e pagamos cerca de R$ 100,00 já para a ida e a volta por pessoa (comprando a ida e a volta junto tem um desconto e fica esse valor) e o trecho leva 1 hora e meia por aí de mini van ou busão. É legal porque como a volta já está comprada também, você não se preocupa mais com isso e eles te pegam no hotel umas 4 horas antes do seu voo, e ainda ganha uns R$ 20,00 de desconto.

Passagem Santiago- Calama: R$ 400,00 ida e volta por pessoa pela cia aérea chilena Sky.

Transfer Calama- San Pedro: R$ 100,00 ida e volta por pessoa pela empresa Licancabur.

OBS: tem gente que faz esse trajeto de ônibus, carro etc mas escolhi ir logo de avião para poupar tempo.

SAN PEDRO DE ATACAMA

O Deserto do Atacama está localizado nos entornos de uma vilinha muito fofa chamada San Pedro de Atacama. Lá a principal fonte de renda é o turismo e apesar de muito pequena, a vila é equipada com tudo o que você vai precisar na estadia: mercearias, restaurantes e lanchonetes, hotéis, hostels, farmácias, lojinhas de lembrancinhas, casas de câmbio e muitas, mas muuuitas agências de turismo.

A principal rua na vila é a Caracoles, então quanto mais perto você conseguir ficar dela é melhor. Em San Pedro de Atacama tudo é feito a pé, nas ruazinhas nem passam carros direito e não tem asfalto (o que deixa a vila muito charmosa). O máximo que você vai conseguir é alugar uma bike para se locomover se, por exemplo, ficar hospedado a uns 10 minutos a pé do centro, mas lá mesmo na Caracoles e em volta tem muitos hostels de qualidade e valores legais que dá pra ficar tranquilamente.

Eu e o Murillo, meu namorado que foi comigo, ficamos em um hostel na rua Tocopilla, que cruza a Caracoles, chamado La Florida. Era ótimo, tinha cozinha pra quem prefere fazer comida em casa, internet wifi boa, banheiro para homens e para mulheres separado, sempre limpo e com água quente, o quarto era limpo todos os dias e as pessoas eram muito hospitaleiras. Adoramos o hostel e sua localização e recomendamos muito. Lá tem quarto de 2 lugares, que naturalmente é mais caro, mas também de 4 e 6 hóspedes juntos. Ficamos no de 6 e gastamos cerca de 500 reais para os dois ficarem 3 dias (achei o preço bem justo).

Hospedagem: R$ 250,00 por pessoa no Hostel La Florida, Rua Tocopilla.

OS PASSEIOS

O Deserto do Atacama é imenso e logicamente não é todo ele que é turístico, ou se quer habitado. Existem muitos passeios para se escolher lá, entre lagoas flutuantes, salares maravilhosos, reserva de flamingos, vulcões etc. A dinâmica é você escolher quais passeios quer fazer e ir em busca da agência que vai te levar.

Geralmente em viagens eu tento fazer os passeios por conta, sem agência, por sair mais barato (eu tenho a pegada de economizar nas viagens). No Atacama isso não é possível, já que eu é que não vou me meter no meio do deserto sem algum profissional que conheça muito bem o local, né? O bom é que o que não falta lá é agência e isso faz com que a gente possa colocar em prática os dons negociadores hahaha.

A dica que eu dou é chegar lá e pegar a sua primeira manhã ou tarde na vila para pesquisar os passeios que você gostaria de fazer em várias agências diferentes. Isso pode ser feito tranquilamente já que quase todas estão ali na rua Caracoles ou nas que cortam a principal.

Você encontrará agências caras ou mais baratas, com veículos bons ou ruins, que tem alimentação inclusa no passeio ou não, com guias em português ou só em espanhol/ inglês…tem de tudo mesmo. Uma dica é, além de conversar muito bem lá, ver as críticas na internet e se você precisar, se assegure que o guia fala português. Escolhemos a Atakama Cultura Aventura, pois no nosso hostel encontramos uma brasileira que estava fazendo com eles e gostando muito, além do valor deles ser bom e eles darem descontos conforme você ia comprando mais passeios e se tinha mais pessoas. Como estávamos em dois, foi ótimo.

Outra dica bem importante é ter certeza que no passeio haverá um guia e um motorista. Por vezes, para economizar, eles colocam um motorista que também é o guia e isso compromete muito a qualidade das explicações dos lugares e na atenção que o guia dá ao grupo.

Vou deixar aqui as fotos dos passeios que fomos, adorei as escolhas. Se eu for falar sobre todos esse texto vira um livro hahaha mas vou deixar um mini comentário sobre cada um. Como tínhamos só três dias não deu pra ver tudo, mas já deu pra amar e querer voltar para conhecer os outros lugares que faltaram.

Piedras Rojas + Lagunas Antiplânicas + Reserva Nacional de Flamingos: Fizemos esses três passeios juntos em um dia, não sei se toda agência faz dessa forma. Como é um passeio de um dia todo e eles servem um café da manhã e um almoço, é bom levar comidas práticas para não passar fome e ficar sem energia.

  1. Piedras Rojas: com certeza é um dos, se não o lugar mais lindo que eu já fui na vida. A paisagem é de ficar igual um bobo olhando pra ver se é real mesmo. Águas verdinhas, pedras avermelhadas e vulcões atrás para compor a paisagem! Amei muito e era um dos passeios que eu fazia muita questão de ir.
                        
2. Lagunas Antiplânicas: esse era um que eu tinha visto na internet e queria muito conhecer também. São duas lagoas gigantescas que abastecem as cidades próximas. Confesso que depois de ir em Piedras Rojas elas ficaram bem “normais” hahah mas elas são lindíssimas também, só gostaria de ter ido primeiro nelas, aí sim teria me apaixonado.

3. Reserva Nacional de Flamingos: para quem gosta de animais, muitos flamingos fofos para ver nesse local e uma paisagem incrível. É como se fosse um viveiro para preservação dos flamingos de vários tipos que ficam por ali e a paisagem da reserva também é linda. Nós tomamos café da manhã lá e foi um passeio super agradável.
                  

Lagunas Escondidas: essa vale a pena falar um pouquinho mais, pois foi uma surpresa ótima! Esse passeio é uma opção secundária a Laguna Cejar, que é super famosa e por isso é mais cara. Sei que nem todas as agências oferecem de cara esse passeio, pois querem que você compre a Laguna principal e gaste mais, óbvio. Escolhendo as Lagunas Escondidas economizamos uns R$ 150 por pessoa e tivemos a mesma experiência de flutuar por causa da salinidade da água, que é 7 vezes maior que a do Mar Morto. Fora isso não tinha um milhão de turistas para atrapalhar as fotos hahahaha. Além disso, são 7 ou 8 lagoas lindas e você pode flutuar em duas delas, não apenas uma como a Cejar. Quando sair, vai ficar cheio de sal, mas lá tem local para tomar banho então nesse passeio é bom levar biquíni, uma troca de roupas e sacola para roupas molhadas. Nos encantamos com as Lagunas Escondidas!

                       

Tour Astronômico: MARAVILHOSO! Eu que amo céu, estrelas, planetas, fiquei super realizada com esse passeio. Na nossa agência você escolhia o horário que queria sair, nós fomos às 22:00, e ia até o meio do deserto de van onde não existe nenhuma luz artificial, apenas o céu mais estrelado da vida! O guia leva um telescópio enorme e explica sobre as constelações, astros, fênomenos…é realmente incrível a vista. Fora que nesse passeio havia degustação de vinhos, chocolate quente e queijos, o que deixava ainda mais charmoso. A gente ganha essa fotona de brinde de uma fotógrafa que acompanha o grupo ❤ obs: se preparar para o frio do deserto a noite.

                                

Geysers del Tatio: FRIO, MUITO FRIO. Como a gente sai às 4:30 da manhã para esse passeio, no deserto faz muito frio. No dia que fomos fez -2 graus e eu enfiei todas as roupas que tinha, pois não tinha levado nenhum casaco mais grosso. Conforme o sol vai nascendo, vai esquentando e você vai tirando os casacos. Os Geysers ficam mais fortes no frio e conseguimos ver melhor, pois eles são vapor que saem do chão, igual quando a gente assopra no frio e sai fumaça da boca hahaha (que jeito tosco de explicar os Geysers) mas enfim, por isso tem que ir muito cedo e é bem frio. Na segunda foto vocês percebem que eles já estão mais franquinhos, pois já era umas 9 da manhã e estava bem mais quente do q ue na madruga. LINDO o passeio! Vale muito a pena.

                         

Agência dos passeios: se chamava Atakama Cultura Aventura e ficava no fundo dessa pizzaria. Era bem simples mas nós gostamos muito do atendimento do pessoal. O preço era justo e fomos atendidos por brasileiros. Os passeios ficaram por cerca de R$ 700,00 para os dois (todos os passeios tinham guia, vários deles com refeições inclusas + degustação de vinhos) Adoramos e recomendamos muito a agência!

OBS: Levar pelo menos um litro de água por pessoa em cada passeio e frutinhas para comer no caminho. Se a sua agência não tiver alimentação, aí levar muita comida pois no deserto não tem onde comprar não.

ONDE COMER

Uma das coisas mais caras no Chile é com certeza a comida se a gente converter para reais. Eu tento não ficar convertendo para não sofrer tanto, mas é quase impossível controlar essa mania besta.

O Chile não tem lá tanta comida típica além das empanadas, que são bem gostosas e tem um valor bacana aliás, e seus vinhos. Por isso, você encontra de tudo para comer: pizza, lanche, comida mesmo, massas…tudo isso tem em San Pedro. Como fica tudo ali pela rua Caracoles e seus entornos, a gente sempre saia olhando e escolhia algum lugar na hora mesmo, pois várias lanchonetes escrevem os pratos e o valores e deixam para fora do restaurante.

Confesso que como a ideia não era ser blogger hahaha eu não anotei o nome dos restaurantes que fui, mas alguns nós gostamos e voltamos várias vezes. Alguns exemplos que me lembro para terem uma ideia:

– Pizza + 2 refris: mais ou menos 12 mil pesos para duas pessoas.

– Pratão delícia de macarrão + 2 refris: mais ou menos 11 mil pesos para duas pessoas.

– 2 lanches + 2 refris: mais ou menos 9 mil pesos para duas pessoas.

Lembrando que o câmbio estava mais ou menos 1 real = 180 pesos no Atacama.

DICAS GERAIS E ALEATÓRIAS (a gente ama)

  • Não pode tomar cerveja na rua em San Pedro, mas uma opção legal é comprar litrão e tomar no hostel. Sempre tomávamos uma cerveja chilena chamada Escudo. As Botellerias são os lugares que vendem a cerveja, se você devolver o casco eles devolvem parte do dinheiro. Um litro era uns 2 mil pesos e eles devolvem uns 500 pesos pelo casco retornável.
  • Levar hidratante labial e não é brincadeira. Eu achei que era uma dica besta e não levei nada, sofri muito com a boca ressecada por causa do clima extremamente seco do deserto. Não posto foto da minha boca aqui, pois vocês se assustariam de como ficou. Não conseguia comer direito e só fui melhorar depois de uns 6 dias em Santiago.
  • Protetor solar sempre para não estragar sua viagem com insolação, o sol, assim como o ar ressecado, não é brincadeira!
  • A PRAÇA TEM WIFI GRÁTIS!!!!
  • Quando eu fui o câmbio no deserto tava bem caro, mas como no Brasil é caro demais pra comprar peso e minha rota foi SP- um tempinho esperando no aero de Santiago- Calama- San Pedro, eu não tive escolha. Brasil era caro, aeroporto era caro então a última esperança era comprar peso em San Pedro, que também estava caro. Resumindo, se passar antes por Santiago e descer na cidade, compre pesos lá.
  • Muito lugar passa cartão, mas dá desconto se pagar no dinheiro.
  • Se quiser ir no luxo fino e rico tem uns resorts incríveis em San Pedro também. Você consegue gastar R$ 50 ou R$ 1.000 em uma diária lá, vai do seu perfil de viagem.
  • Chile não precisa de visto para turista, zero burocracia. É só levar sua IDENTIDADE ou passaporte, não serve CNH!!! Eles vão te fazer aquelas perguntinhas de alfândega, dar uma autorização e pronto, a minha se não me engano foi de 1 mês de permanência lá.
                            

Então galera, muito por cima é isso! Peço desculpas por não colocar alguns detalhes, mas como eu disse a intenção não era ser blogger então eu não anotei tudo haha. Juro que da próxima eu anoto tudo lindinho pra vocês! Se ficarem com mais alguma dúvida podem me procurar, vai ser um prazer ajudar vocês a chegarem no deserto 🙂

Espero que possam conhecer esse destino incrível também! Tem muitas outras fotos no eu Instagram, caso tenham curiosidade: @rereruiz

Me contem aqui o que acharam do Deserto do Atacama ❤

Beijo da Rê!

cropped-viaja-blog-1.jpg

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s